Simpsons em livro

A sabedoria dos Simpsons retrata os problemas da sociedade com diálogos do desenho que, para o autor, é mais que um desenho

A sabedoria dos Simpsons – O que a nossa família favorita diz sobre a vida, o amor e a busca do donut perfeito, que chega ao Brasil pela Prestígio Editorial, cativa os leitores por mostrar um lado diferente do programa: Os Simpsons preocupados com os problemas da sociedade atual.

Considerado um especialista em Os Simpsons, o autor Steven Keslowitz inicia essa viagem pelo mundo “simpsoniano” defendendo que o programa é mais do que apenas um desenho animado. Para ele, os Simpsons e os habitantes de Springfield (cidade natal dos Simpsons), com muito humor e sátiras inteligentes, abordam as questões políticas e sociais do mundo de hoje. O autor traça um perfil de cada personagem Simpson – analisando o comportamento e o papel deles dentro de uma família que reflete, principalmente, a família norte-americana atual – e não esquece dos “coadjuvantes” da série, essenciais às confusões “diárias” em Springfield. Quem assiste aos episódios de Os Simpsons sabe que encontrará uma dose de ironia e bom humor: é inevitável.

Para Keslowitz, “o programa de televisão mais inteligente de todos os tempos” tem por objetivo conscientizar a população dos problemas da sociedade e buscar suas soluções. A cada análise do tema central dos episódios, o autor mantém a intenção de provar esse diferencial de Os Simpsons e acerta ao exemplificar suas análises com diálogos dos próprios personagens – trechos que garantem momentos bem humorados apesar da realidade preocupante que o livro trata.

No entanto, o autor destaca a postura neutra de Os Simpsons em mostrar os dois lados de problemas sociais. É o caso de um dos episódios mais polêmicos da série, que tratava a questão do casamento gay legalizado pela cidade de Springfield; nele, o autor mostra que os argumentos pró e contra essa legalização foram exibidos sem que o programa prevalecesse algum dos lados.

O autor cita filósofos, como Sócrates e Nietzsche, dando mais credibilidade a suas análises. Já a atualidade do livro se mostra, por exemplo, quando no capítulo sobre o personagem Bart, o autor cita o ataque de estudantes aos colegas de classe em Columbine ou então quando conta que o Brasil ameaçou processar Os Simpsons pelo episódio em que a família visitou o país, ridicularizando-o. Aliás, a série ironiza qualquer personalidade que dê motivo, no entender dos produtores, como quando Bart critica o ex-presidente George Bush – o que pode não ser um problema: segundo Keslowitz, muitos gostam de ser imortalizados em Os Simpsons.

Sempre conversando com o leitor, Keslowitz afirma que as pessoas se reconhecem na maneira “simpsoniana” de agir e que essa identificação garante o sucesso da série. Destaca ainda que é freqüente a dúvida se a série é um reflexo da existência humana ou se a sociedade contemporânea reflete a sociedade simpsoniana. Depois afirma que as duas sociedades são na realidade a mesma e propõe ao leitor que analise o que é essencial à vida da família Simpson, comparando com o que é indispensável a sua própria vida.

O autor expõe que a família é “o alicerce de uma vida feliz em meio ao mundo agitado e corrupto” e que a “busca do donut perfeito”, afinal, é tudo o que Homer deseja ter: a felicidade presente nas pequenas coisas da vida…e um donut, é claro!

Sobre o autor
Steven Keslowitz, 21 anos, pesquisador universitário do CUNY Honors College, é autor de dois livros sobre Os Simpsons e foi recentemente denominado um especialista sobre a série, pela FOX 5 News, de Nova York. Seus textos receberam reconhecimento internacional e suas opiniões sobre importância política e social foram publicadas em mais de quinhentos jornais e outros meios de comunicação em quatro continentes.

Ficha Técnica
Livro: A sabedoria dos Simpsons – O que a nossa família favorita diz sobre a vida, o amor e a busca do donut perfeito.
Autor: Steven Keslowitz
Tradução: Roberto Muggiati
Nº Pág.: 288
Preço: R$ 39,90

Anúncios

1 comment so far

  1. uaíma on

    Prezado DANILO CORCI

    Assitir a qualquer episódio desta série realmente magnífica em seu poder de síntese de várias das facetas cotidianas da Sociedade, é realmente válido por ser um momento em que a reflexão em forma de riso não nos escapa (é óbvio que a visão de mundo da série [Weltanschauung] não podia deixar de retratar tiques da showciedade estadunidense; mas como, desde a 2ª Guerra Mundial, ela impõe a todos o que ver, ouvir, sentir, sonhar, comer, beber, vestir, desejar… fica fácil entendermos o alcance de quase (quase) todas as alusões feitas a ou por Homer e sua Família, amigos, vizinhos, desafetos, autoridades, etc.

    Parabéns pela postagem, e por sua Página, como um todo.

    Um abraço.

    Darlan M Cunha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: