Duo Wispelwey – Strosser nos Concertos Hebraica 2008

Os Concertos Internacionais Hebraica 2008, iniciativa da Associação Brasileira “A Hebraica”, continuam trazendo ao público paulistano o que de melhor se tem hoje no mundo na música de câmara. No quinto dos oito concerto da temporada, na quinta-feira 28 de Agosto, às 21 horas, apresenta-se o duo Pieter Wispelwey-Emmanuel Strosser, violoncelo e piano.

Violoncelista completo – Um dos mais destacados solistas de violoncelo da cena internacional, o holandês Pieter Wispelwey, 46 anos, tem sido chamado “o violoncelista completo”, por expressar-se com igual fluência com os violoncelos barroco e moderno e por incluir em seu repertório todas as grandes obras para violoncelo escritas a partir do período barroco e também peças contemporâneas de jovens compositores. Sua carreira atravessa os cinco continentes, com freqüentes apresentações em recitais solo, nas mais diversas formações de câmara e como solista de orquestra.

Nesta sua nova visita ao Brasil Wispelwey apresenta-se em duo com o francês Emmanuel Strosser, 43, pianista bastante conhecido do público brasileiro, músico de amplo domínio técnico e grande musicalidade, que vem se destacando especialmente como camerista.

Obras consagradas – O programa do recital do duo Wispelwey-Strosser começa com a linda “Sonata Arpeggione”, escrita em 1824 por Franz Schubert com o objetivo de divulgar um então novíssimo instrumento, o “arpeggione”, primo-irmão do violoncelo, porém com seis cordas. A sonata é hoje habitualmente interpretada ao violoncelo, e considerada uma das obras tecnicamente mais difíceis do repertório para o instrumento.

Na seqüência, a “Sonata nº 1 op. 78” de Brahms, originalmente escrita para violino e piano, e a “Sonata op. 5 nº 2”, de Beethoven.

Na parte final, Wispelwey e Strossere apresentam peças de Frederic Chopin. Uma dela é a “Introdução e Polonaise Brilhante op. 3”, para cello e piano, esta uma das raras peças do compositor polonês escritas para outro instrumento que não o piano solo.

As três outras são clássicos pianísticos de Chopin (“Prelúdio op. 28 nº 2 “, “Noturno op. 27 nº 2” e “Valsa nº 1 op. 18”), mas apresentadas em transcrições para violoncelo e piano.

Também via internet – Todos os eventos da série “Concertos Internacionais Hebraica 2008” têm transmissão simultânea via internet, através do sáite da Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, em www.hebraica.org.br.

As transmissões têm início aproximadamente 15 minutos antes do horário de início do concerto e não são gravadas – ou seja, não podem ser assistidas posteriormente.

SERVIÇO
Concertos Internacionais Hebraica 2008
Teatro Arthur Rubinstein
28 de Agosto de 2008, quinta-feira, 21 horas
PIETER WISPELWEY, violoncelo (Holanda)
EMMANUEL STROSSER, piano (França)

P R O G R A M A
* F. Schubert (1797-1828)- Sonata em lá menor, D.821, “Arpeggione”
              o Allegro moderato
              o Adagio
              o Allegretto

* J. Brahms (1833-1897) – Sonata nº 1 em sol maior, op. 78 (“Regen”)
              o Vivace ma non troppo
              o Adagio
              o Allegro molto moderato

* L. v. Beethoven (1770-1827) – Sonata nº 2 em sol menor, op. 5 nº 2
              o Adagio sostenuto ed espressivo
              o Allegro molto più tosto presto
              o Rondo (Allegro)

* F. Chopin (1810-1849)

            * Prelúdio em lá menor, op. 28 nº 2
            * Noturno em dó menor, op. 27 nº 2
            * Valsa nº 1 em mi bemol maior, op. 18
            * Introdução e Polonaise brilhante para violoncelo e piano em dó maior, op. 3

Local:
Teatro Arthur Rubinstein A Hebraica (522 lugares)
Rua Hungria 1000, Jardim Paulistano, tel. 3818-8888
Ingressos:
R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada e sócios)
Informações e vendas:
Associação “A Hebraica” – tel. 3818-8888
Ingresso Rápido – tel. 4003-1212, www.ingressorapido.com.br

Sobre os músicos
Pieter Wispelwey, violoncelo (Holanda)
Sentindo-se igualmente à vontade com os violoncelos barroco e moderno e abrangendo um repertório que inclui Elliot Carter, Kagel e Schnittke, jovens compositores notáveis e todas as grandes obras para violoncelo, escritas a partir do período barroco, Pieter Wispelwey poderá ser justamente apelidado de “o violoncelista completo”. A diversidade da sua personalidade musical tem raízes na formação que recebeu – de Dicky Boeke e Anner Bylsma em Amsterdã, Paul Katz nos Estados Unidos e William Pleeth no Reino Unido.

Em 1992, Pieter Wispelwey foi o primeiro violoncelista a receber o Prêmio de Música da Holanda. A sua carreira atravessa os cinco continentes, incluindo concertos no Japão, na Europa, na América e na Austrália, além de recitais em Amsterdã (Concertgebouw), Londres (Wigmore Hall), Paris (Châtelet), Buenos Aires (Teatro Colón), Boston, Montreal, Salzburg, Lyon e Bruxelas. Entre outras orquestras, Pieter Wispelwey apresentou-se com a Orquestra Filarmônica de Roterdã (com Kent Nagano), a Orchestre des Champs-Elysées (com Philipp Herreweghe), a Orquestra Sinfônica da BBC e a Camerata Acadêmica de Salzburg (com Roger Norrington). Com a Orquestra de Câmara Australiana gravou o Concerto para Violoncelo Nº 1 de Shostakovitch no “99′ Shostakowitsh”. A interpretação teve uma boa recepção por parte da crítica e foi-lhe atribuído o Prêmio Edison. Compromissos recentes incluíram concertos com os seguintes grupos: Orquestra Filarmônica de Flandres, Orquestra de Câmara Gustav Mahler, Orquestra Nacional Russa, Orquestra Filarmônica de Roterdã e Orquestra Filarmônica de São Petersburgo. Foi também convidado pelo Festival ”Mostly-Mozart” de Nova York. Atuou no Festival de Edimburgo e em Schwarzenberg (Schubertiade) com o pianista Dejan Lazic.
A discografia de Pieter Wispelwey, para o selo Channel Classics, inclui as Suítes para Violoncelo solo de J. S. Bach, Benjamin Britten e Max Reger, as Sonatas de Beethoven, Brahms, Schubert, Schumann, Chopin, Poulenc, Fauré (em conjunto com o pianista Paulo Giacometti), Kodály, Crumb, Hindemith e Ligeti. Pieter Wispelwey gravou também os Concertos de Vivaldi, Haydn, Dvorák, Schumann, Elgar, Saint-Saëns, Tchaikovsky, Bruch e Lutoslawski. Grande parte das suas gravações tem recebido mereceu elogios da crítica e muitos prêmios. Seu mais recente CD, lançamento de 2008, tem o Concerto Nº 2 de Shostakovich (com a Sinfonietta Crakovia sob regência de Jurjen Hempel) ao lado da 3ª suíte para violoncelo solo de Britten.

Emmanuel Strosser, piano (França)
Nascido em Strasburgo, Emmanuel Strosser iniciou seus estudos musicais, na sua cidade natal, aos 6 anos de idade com Hélène Boschi. Continua seus estudos no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris com Jean-Claude Pennetier (piano) e Christian Ivaldi (música de câmara). Foi premiado nestas duas disciplinas por unanimidade antes de ingressar nos cursos de aperfeiçoamento com Leon Fleisher, Dimitri Bashkirov e Maria João Pires. Laureado no concurso internacional de música de câmara de Florença, foi finalista também, em 1991, no concurso Clara Haskil e toca com a Orquestra de Câmara de Lausanne. Strosser é também assistente da classe de Alain Planès no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris.
O magnífico entrosamento obtido com seus parceiros de música de câmara e sua compreensão dos textos fazem dele um intérprete freqüentemente solicitado por seus companheiros: Claire Désert, Christian Ivaldi, Jean-François Heisser, Régis Pasquier, Raphaël Oleg, Vladimir Mendelssohn e o quarteto Ysaye.
Ele se apresenta regularmente também como solista, em recital ou com orquestra (Orquestra Filarmônica da Radio-France, Ensemble Orquestral de Paris, Orquestra de Picardie, Orquestra de Câmara de Toulouse) e é convidado nos mais prestigiosos festivais como o Musicades de Lyon, Festival d’ Evian ou ainda o Festival Roque d’Anthéron.
Participou de numerosas gravações, todas elogiadas pela crítica, em especial seu CD dedicado a Mozart, pelo selo Harmonia Mundi e ainda a gravação das Sonatas opus 10 de Beethoven pela qual ganhou o prêmio Choc du Monde de la Musique.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: