CineEsquemaNovo 2008 – Festival de Cinema de Porto Alegre anuncia grade completa de programação

Em 70 sessões, festival vai exibir 98 filmes distribuídos em 7 diferentes mostras. Entre as novidades estão as Sessões Internacionais, com os longas-metragens Loren Cass, de Chris Fuller (EUA) e Body Rice, de Hugo Vieira da Silva (Portugal)

Mostra Mão Dupla reúne trabalhos históricos da relação entre cinema e arte, além de performance especial; Mostra Filme em Minas e Sessões da Meia-Noite completam a grade de filmes fora de competição

Filmes em disputa por prêmios integram a Mostra de Longas-metragens, Mostra de Curtas e Médias-metragens e Mostra Sala de Aula. Toda a grade de programação pode ser acessada no site do festival, http://www.cineesquemanovo.org

O CineEsquemaNovo 2008 – Festival de Cinema de Porto Alegre (CEN) apresenta entre os próximos dias 11 e 17 de outubro uma seleção com o melhor da produção audiovisual contemporânea brasileira. No total, serão exibidos 98 filmes, 12 deles longas-metragens, em 70 sessões e 7 diferentes mostras. A abertura do festival acontece no sábado 11/10, a partir das 17h na Usina do Gasômetro, com recepção para convidados, show da Musical Amizade e o início das sessões de curtas e médias (19h) e longas-metragens (21h30min). O encerramento do CEN acontece na sexta, 17/10, a partir das 20h, também na Usina do Gasômetro.

A principal mostra não-competitiva do CEN 2008 é a Mostra Mão Dupla (MMD), que traz para as telas a relação e a tensão entre o cinema e as outras formas de arte – questão presente e defendida pelo CineEsquemaNovo desde a sua primeira edição. Esta retrospectiva especial, montada pelos curadores Gabriela Motta e Fabiano de Souza e sediada com exclusividade no Cine Santander Cultural, contará com 20 trabalhos que descrevem o passado e o presente da aproximação histórica entre o cinema e as artes visuais, música, literatura e teatro. São programas que celebram a inventividade aplicada à imagem do começo do século 20 até os dias de hoje. Na tela, produções de nomes consagrados da criação audiovisual como Luis Buñuel, Julio Bressane e Jean Rouch, além de trabalhos de videastas, escritores, músicos, performers, artistas visuais e muitos outros. A Mostra Mão Dupla também contempla uma performance que utiliza computadores, som e imagens ao vivo dentro da sala de cinema, apresentada por Ricardo Carioba e Carlos Issa (Objetito Amarelo).

Outro programa fora de competição no CineEsquemaNovo 2008 que merece atenção especial são as Sessões Internacionais. Tratam-se de filmes especialmente convidados pelos organizadores do CEN e que trazem a contribuição de realizadores de outras partes do mundo sobre questões caras às crenças do festival, como a produção independente, a pesquisa em formatos narrativos, a provocação artística e os circuitos diferenciados de exibição audiovisual.

Os longas convidados do CineEsquemaNovo 2008 são Loren Cass, de Chris Fuller (EUA) e Body Rice, de Hugo Vieira da Silva (Portugal). O filme norte-americano é parte integrante da programação da meia-noite e será exibido na quinta, dia 16/10; já a produção portuguesa será exibida na sexta-feira, dia 17/10, às 20h, antes da premiação do CEN 2008.

Em ambos os filmes estrangeiros, um ponto em comum: a construção de um imaginário, de um ambiente e de uma história a partir do recorte da realidade factual. Seja na tumultuada relação de adolescentes na Flórida dos anos 1990 (Loren Cass), seja na insuspeita migração temporária de jovens da Alemanha para o sul de Portugal a partir dos anos 1980 (Body Rice), os dois longas partem de leituras bastante peculiares sobre o que pode ser compreendido como “fato histórico” para acontecerem na tela – neste caso, através de caminhos bastante distintos um do outro.

A Mostra Filme em Minas (MFM) também integra a programação do CEN 2008. Ela é composta por 5 produções viabilizadas pelo programa homônimo de fomento à produção audiovisual, mantido pelo poder público de Minas Gerais através de seu programa de isenção fiscal para o setor. O objetivo é apresentar um modelo de desenvolvimento das indústrias criativas que merece atenção, não apenas por ser bem-sucedido, mas especialmente por gerar obras de interesse estético inconteste. Para isso, além da mostra, será realizado um debate, no dia 13 de outubro, às 15h, na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro. A atividade contará com a presença de Daniel Queiroz, Coordenador do Audiovisual da Secretaria Estadual de Cultura de Minas Gerais e ocorre logo após a exibição do longa “Nos Olhos de Mariquinha”, de Júnia Torres e Cláudia Mesquita, em cartaz na MFM.

Como tradicionalmente acontece, as Sessões da Meia-Noite (MN) permanecem no CEN 2008, com produções fora de competição, convidadas pelo festival ou realizadas por pessoas envolvidas com a sua organização. Neste ano, serão exibidos 14 filmes: a programação da meia-noite inclui um programa especialmente dedicado ao estilo ‘trash’ de Petter Baiestorf e o ainda inédito média-metragem Adonai, de Emerson Pingarilho, entre outros títulos.

Dentro das mostras competitivas, 36 filmes integram a Mostra de Curtas e Médias (MC), 6 participam da Mostra de Longas (ML) e 22 na Mostra Sala de Aula (MSA). Em suas respectivas categorias, sem distinções de formato ou gênero, eles concorrem aos 14 troféus CEN concedidos nesta quinta edição. Todas as mostras de competição contam com debates envolvendo os realizadores dos filmes: estes encontros acontecem todas as noites, na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro, após as sessões das 19h e 21h30min. Um grande debate envolvendo todos os diretores presentes ao festival também acontece na sexta-feira (17/10), às 15h.

A programação do CEN se desenrola na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro, no Cine Santander Cultural e nas Universidades Famecos-PUCRS, ESPM, Ulbra e Fabico-UFRGS.  A programação, como sempre, é gratuita e contempla, além da exibição dos filmes, diversas sessões comentadas e debates com a participação dos diretores, oficinas e eventos paralelos. Detalhes e a descrição de todos os programas e atividades do festival, bem como a grade por dia e horários, estão disponíveis no site http://www.cineesquemanovo.org.

O júri oficial, responsável pela missão de definir os melhores filmes da Mostra de Curtas e Médias do CEN 2008, é composto pelo Coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria Municipal da Cultura da Prefeitura de Porto Alegre, Bernardo de Souza; pelo jornalista e crítico de cinema, o paulista Marcelo Lyra; pela artista visual gaúcha Mariana Xavier; por Milton Prado, que trabalha com montagem de cinema e vídeo desde 1996 e é sócio da produtora Clube Silêncio; e pelo cineasta mineiro Pablo Lobato.

A Mostra de Longas recebe premiações do Júri Oficial, Júri Popular e dos alunos da oficina de crítica cinematográfica. A Mostra Sala de Aula também é premiada a partir dos votos da platéia. O CineEsquemaNovo 2008 conta com 14 categorias de premiação. E, como acontece em todos os anos, os prêmios distribuídos no festival são sempre acompanhados por uma justificativa, preparada pelo Júri Oficial, que explicita e valoriza os motivos da premiação para determinado filme. Os premiados recebem o troféu CineEsquemaNovo, criado em 2003 por Luiz Roque Filho; além disso, algumas das categorias também recebem prêmios em serviços, de modo a viabilizar produções futuras. Estes serviços são concedidos por empresas parceiras do festival: Som de Cinema, Tec Áudio, Martins Produções, Quanta Porto Alegre, Revista Aplauso e Link Digital.

Informações completas em www.cineesquemanovo.org

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: