O Grupo Minik Momdó comemora 10 anos com o espetáculo Nus Vestidos

O grupo de dança Minik Momdó comemora 10 anos com uma série de apresentações em novembro. O espetáculo Nus Vestidos, encenado em 1999, ganhou uma nova montagem para a comemoração. A recriação – com direção e concepção de Maria Mommensohn – tem o ritual do casamento como tema para discutir, com ironia e bom humor, a repulsa pelo que não é belo, pelo indesejado e pelo ridículo, fatos sempre camuflados pelas formalidades tão comuns ao ser humano.

O espetáculo estréia no dia 6 de novembro, quinta-feira, na Galeria Olido (Sala Paissandú), às 20 horas, com apresentações também na sexta e sábado (20 horas), além de duas sessões no domingo (às 11h e 19h).  Contemplado pelo IV Programa de Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, Nus Vestidos será apresentado também nos teatros João Caetano (12 e 13/11), Humboldt (22/11), Paulo Eiró (26 e 27/11) e Alfredo Mesquita (2 e 3/12).

Nus Vestidos foi escolhido pelo grupo para registrar esse momento importante de sua história por ser um espetáculo que fecha um ciclo de discussões propostas pelo contínuo trabalho. Falando literalmente das questões humanas – agora sob uma ótica menos densa e mais divertida -, a montagem discute o fato de ser o homem quem mais critica o próprio homem. “Esta é uma maneira de rirmos de nós mesmos, a partir do novo”, comenta Maria Mommensohn. O grupo Minik Momdó já prepara para um novo mergulho, um novo espetáculo que brotou desta incursão no universo intimo do homem, calcado, agora, na abstração: o Oco, que já está sendo preparado para estrear no início de 2009.

Nus Vestidos

No espetáculo Nus Vestidos o ritual do casamento é visto como a metáfora da harmonia dos opostos, partindo de um processo de investigação sobre os conflitos: o grotesco e o belo, os arquétipos sobre o masculino e o feminino, a união dos opostos no casamento, o casamento como contrato social e religioso em oposição ao desejo de união pela manutenção e exploração da sexualidade. Daí os trajes de casamento e a as danças de corte como o minueto (dança barroca) em uma relação de construção e desconstrução.

O casamento é descrito como um ritual de etiquetas barrocas para ocultar uma ordem social, na qual o feminino e o masculino se confrontam e se complementam na manutenção do conceito cristão do “crescei e multiplicai”. O ato sexual, geralmente, é encarado como sujo e degradante e por isso deve ser oculto; quando este é realizado por prazer, é encarado como o oposto de Deus: o demônio, a oposição entre a matéria e o espírito.

A montagem trata de um trabalho de investigação do intérprete a respeito do tema e da “persona”, que tem sua significação em algum objeto plástico. Não existem coreografias fechadas, mas sim uma partitura para cada situação de cena, gerando tensão, vivacidade e presença cênica. Com isso, a direção trabalha com procedimentos que propõem ao intérprete a construção e, em seguida, a desconstrução do movimento. Sob orientação de Osny Junior, o grupo pesquisou neste espetáculo as danças de corte, a pavana, o minueto e a sarabanda para construir as coreografias e a desconstruir os movimentos, segundo a dramaturgia gerada pelo tema.

Nus Vestidos apresenta um olhar bem humorado sobre o que está escondido, camuflado, o que está por detrás dos tecidos que vestem as formalidades, neste caso, os trajes cerimoniosos do casamento. A recriação apresentada – neste momento – revela um novo espetáculo que meche ironicamente na estrutura das relações. A inspiração para a composição das cenas veio também dos filmes do italiano Pasolini, famosos pelas irônicas e grotescas críticas à alienação e aos hábitos conservadores da sociedade.

O figurino, típico dos casamentos, tem forte presença na encenação e fazem o papel cenográfico da montagem, que conta ainda com uma trilha sonora sugestiva e envolvente, utilizando não só da música mecânica como também a execução ao vivo de alguns temas.

Serviço:

Dias 6, 7, 8, e 9 de novembro
Local: Galeria Olido (Sala Paissandú)

Horários: quinta, sexta e sábado (às 20 horas) e domingo (às 11h e 19 horas)
Av. São João, 473 – Centro/SP – Tel: (11) 3331-8399

Entrada franca (ingressos devem ser retirados na bilheteria, 1 hora antes dos espetáculos)

Duração: 60 min – Capacidade: 60 lugares – Desaconselhável para memores de 14 anos – Ar condicionado – Acesso universal.

Ficha Técnica

Espetáculo: Nus Vestidos

Com o Grupo Minik Momdó

Direção geral e concepção: Maria Mommensohn

Intérpretes criadores: Andrés Perez Barrera, Fabíola Camargo, Fernando Delabio, Gustavo Fioretto, Leonardo D’Aquino, Mariana Delgado, Thaís Ponzzoni e Vanessa Carvalho

Músicos: Klaus Wernet e Rodrigo Reis

Assistente de direção: Suzana Schmidt

Figurino: Fernando Delábio

Desenho de luz: Décio Filho

Desconstrução musical: Klaus Wernet e Rodrigo Reis

Preparação / dança barroca: Osny Junior

Preparação corporal: Fabíola Camargo

Operação de luz: João Manuel

Material gráfico: Adriana Hitomi

Fotos: Marcos Gorgatti

Produção: Cassia de Souza

Próximas apresentações:

Dias 12 e 13 de novembro – quarta e quinta – às 20 horas

Teatro João Caetano – R. Borges Lagoa, 650. Vila Clementino/SP – Tel: (11) 5573-3774

Grátis – Bilheteria: 1 hora antes do espetáculo – 438 lugares – Possui ar condicionado e acesso universal – Não aceita cheque – Não possui estacionamento.

Dia 22 de novembro – sábado – às 20 horas

Teatro Humboldt – http://www.teatrohumboldt.com.br

Av. Eng. Alberto Kuhlmann, 525 – Interlagos/SP – Tel: (11) 5686-4055

Ingressos: R$ 15,00 – Bilheteria: 1h antes da apresentação – 432 lugares – Reservas: teatro@humboldt.com.br – Possui ar condicionado e acesso universal – Aceita somente cheque e dinheiro – Estacionamento grátis.

Dia 26 e 27 de novembro – quarta e quinta – às 20 horas

Teatro Paulo Eiró – Av. Adolfo Pinheiro, 765 – Santo Amaro/SP – Tel: (11) 5546-0449

Grátis – Bilheteria: 1 hora antes do espetáculo – 600 lugares. Não possui estacionamento. Possui ar condicionado e acesso universal.

Dias 2 e 3 de dezembro – terça e quarta – às 20 horas

Teatro Alfredo Mesquita – Av. Santos Dumont, 1.770 –  Santana/SP – Tel: (11) 2221-3657

Grátis – Bilheteria: 30 minutos antes do espetáculo – 211 lugares. Metrô Tietê. Possui acesso universal – Não possui ar condicionado. Estacionamento grátis.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: