O legado da escravidão na História do Brasil

Emília Viotti da Costa é referência obrigatória quando o assunto é História do Brasil. Seus estudos revolucionaram o entendimento que temos sobre a escravidão e a luta dos negros no Brasil, focando os setores sociais que tradicionalmente ficavam à margem da História Social. Isso fica claro em A Abolição, onde relata o processo abolicionista que libertou os brancos do fardo da escravidão (o Brasil foi o último país ocidental a fazê-lo) e abandonou os negros à sua própria sorte.

Neste livro que acaba de ganhar uma nova edição pela Editora Unesp, com o acréscimo de um capítulo inédito, Emília Viotti aponta para a necessidade de entender o legado deixado pela escravidão, já que “trezentos anos de opressão não se eliminam com uma penada”. Deste modo, se a história a ser contada é a da emancipação do povo brasileiro, deve-se entender a Abolição apenas como o primeiro passo. Uma conquista, de efeito limitado, que é aqui narrada a partir de uma série de questões. “Por que se repudiava, em 1888, uma instituição que durante séculos fora aceita sem objeção? Por que tanta urgência no encaminhamento do projeto? Como explicar que a maioria dos parlamentares, muitos dos quais tinham sido eleitos com o apoio de senhores de escravos, aprovasse a lei, sem maiores debates? Por que os senhores de escravos não tentaram impedir, de armas na mão, o ataque à sua propriedade que a própria Constituição garantia? Que papel desempenharam os negros e os escravos nesse processo? Por que a Abolição tardou tanto a ser decretada no Brasil?”

Perguntas que guiam a narrativa onde se conta história da Abolição, mas que repercutem ainda hoje, quando “o arbítrio, a ignorância, a violência, a miséria, os preconceitos que a sociedade escravista criou ainda pesam sobre nós”. A autora pondera que, “se é justo comemorar o Treze de Maio, é preciso, no entanto, que a comemoração não nos ofusque a ponto de transformarmos a liberdade que simboliza em um mito a serviço da opressão e da exploração do trabalho”.

Sobre a autora – Emília Viotti da Costa, nascida em São Paulo, graduou-se pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, sendo livre-docente pela mesma universidade. Aposentada em 1969 pelo AI-5, lecionou em várias universidades dos Estados Unidos, entre as quais a Tulane University e a University of Illinois. Foi Full Professor na Yale University de 1973 a 1999. É autora de Da senzala à colônia; Da Monarquia à República; 1932: interpretação contraditórias; Coroas de glória, lágrimas de sangue; A rebelião de escravos de Demerara em 1823; O Supremo Tribunal Federal e a construção da cidadania, além de vários artigos em revistas especializadas. Dirige a coleção Revoluções do Século 20, da Editora Unesp.

Título: A Abolição
Autora: Emília Viotti da Costa
Número de páginas: 144
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 27
ISBN: 978-85-7139-832-0

Anúncios

1 comment so far

  1. wanderson on

    eu odeio voces eu vou matar tod mundo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: