A História Íntima do Beijo

Beijo roubado, proibido, apaixonado, rejeitado, provocante, sagrado, supersticioso, avassalador… Não importa como, um beijo nunca será só um beijo. O beijo é íntimo, é pessoal,  é tradutor de sentimentos e precursor de sensações. Tudo começa com um beijo. O primeiro beijo dos nossos pais nos traz à vida.

Há quem garanta que o beijo traz em si o poder da transformação, outros morrem de medo de terem suas almas roubadas através dele. Mas, afinal, de onde vem o beijo e a vontade de beijar? Beijar é instintivo?  Qual é a origem desse ato? É algo cultural ou é sagrado?

Desvendar os mistérios dessa arte e deste gesto universal, com delicadeza e profundidade, é o principal objetivo da jornalista canadense Julie Enfield em sua recém lançada obra “A História Íntima do Beijo” (Matrix Editora, 244 páginas).

Organizada em nove capítulos, a obra explora todos os ângulos desse gesto prazeroso e evocativo: o cultural, o químico, o psicológico, o erótico, o literário, o visual e até mesmo o tecnológico. Segundo Enfield “um mergulho na história do beijo e do amor, e nos hábitos em torno dele, pode ser o caminho para nos conduzir a um terreno mais familiar: a exploração de como nós mesmos beijamos nossos parceiros amorosos”.

“A História Íntima do Beijo” investiga as origens e a alquimia do beijo, como ele varia de cultura para cultura, as suas dimensões espirituais, profundezas eróticas e atração artística, a sua linguagem e sua magia.

Misto de reflexão romântica e investigação cultural, a obra chega para ampliar a nossa compreensão sobre um dos prazeres mais eternos desta vida – o beijo. Julie Enfield convida os leitores para uma jornada que passa pelo mundo todo, desde tempos pré-históricos até o presente, atrás dos beijos que mais marcaram as artes plásticas, a literatura, o cinema e a fotografia. Mostra como cada um dos cinco sentidos enriquece e influencia o ato de beijar e desvenda aspectos surpreendentes da química do desejo.

Trechos

“(…) Tudo começa com um beijo. Nós nascemos do primeiro beijo dos nossos pais, e a lembrança mais antiga que todo mundo guarda é dos beijos carinhosos da própria mãe. Dentre todos os beijos que passam por nós depois disso, nenhum parece mais intenso do que o primeiro beijo romântico. Nós seguimos pela vida afora sendo beijados pelo destino, pelo amor. E aprendemos a moldar com os lábios os nossos desejos mais apaixonados.”

“(…) Um beijo pode expressar paz, paixão e lealdade. E mesmo com certos tipos de beijos sendo considerados obscenos em algumas culturas, o beijo se firmou através dos séculos como um símbolo da devoção religiosa. Seria difícil imaginar um mundo sem beijos.”
Sobre a autora

Julie Enfield é jornalista e já teve seus textos publicados em diversos países do mundo. Especializada em temas ligados a sexualidade e comportamento, ela escreve para publicações como Flare e Chatelaine. A autora nasceu em Otawa, Canadá, e passou mais de uma década vivendo na Itália e trabalhando na indústria da moda, ao lado de Versace e Armani. Hoje ela divide seu tempo entre as cidades de Veneza e Toronto, onde atua como diretora de RP na Ports International e é professora de Jornalismo de Revista na Ryerson University.

A História Íntima do Beijo
Lançamento: Matrix Editora
244 páginas
Preço: R$ 29,90

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: