Archive for the ‘evento’ Category

3º Festival Internacional de Animação Erótica começa em SP e RJ

O FIAE – 3º Festival Internacional de Animação Erótica é um festival competitivo de filmes de animação que pretende contribuir para a descoberta e revelação no Brasil de novos filmes e novos cineastas, dentro do universo da animação brasileira e estrangeira. O FIAE é o único festival do gênero no mundo e nasceu em 2006 com o objetivo de estimular a exibição pública de animações que não são distribuídas nem exibidas no circuito tradicional de cinema no Brasil.

Este ano recebemos mais de 200 inscrições de animações de diversas partes do mundo, destes, foram selecionados 149 curtas de 32 países diferentes e 01 longa metragem da Bélgica. Sexo, amor, sensualidade, fetiche, romance, saúde sexual, sexualidade e erotismo são alguns dos temas relacionados aos filmes de animação, brasileiros e estrangeiros, selecionados para esta edição do festival.

Os filmes selecionados participam dos programas: Especial de Abertura, Competição de Curta, Longa Metragem, Competição de Curta Online, Especial Sexo Seguro e Especial City Hunters. Em São Paulo haverá a exibição das Retrospectivas 1 e 2, com os melhores e os premiados de 2006 e 2007.

Os prêmios do festival serão entregues a Melhor Animação Brasileira e Melhor Animação Internacional escolhidas pelo júri popular, através de voto. A Animação Mais Quente será escolhida pelo Sexyhot e a Melhor Animação Online pelo Porta Curtas. A Melhor Animação Brasileira e a Melhor Animação Estrangeira, do Especial Sexo Seguro, também escolhidas pelo júri popular, serão premiadas pela Prudence.

O FIAE 2008 acontecerá de 06 a 14 de novembro de 2008 no MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de 02 a 07 de dezembro no HSBC Belas Artes de São Paulo.

Mais informações http://www.fiae.com.br

Encontro de Dança e Música com Betty Gervitz e grupo MUTRIB no CCSP

O Centro Cultural São Paulo promove o Encontro de Dança e Música com Betty Gervitz e grupo Mutrib, uma apresentação de danças étnicas, com trilhas de grupos musicais que atualizaram a música folclórica de seus países, e coreografias também revitalizadas. O encontro será nos dias 9 e 16 de dezembro, às 12h, na Sala Adoniran Barbosa, com entrada franca. Ao final do encontro, será oferecida ao público uma aula aberta com música ao vivo, com danças de roda tradicionais, principalmente danças dos Bálcãs. Este projeto pretende aproximar as danças étnicas do público, partindo do princípio que a dança é para todos. Ela pode ser feita com muita técnica, ou sem, pelos mais diversos tipos de corpos, e como é a expressão da cultura pelo movimento, o importante é a convivência com o grupo, criando um sentimento de pertencer, de fazer parte. A partir de sua larga experiência em viagens pelo mediterrâneo, pelo mundo árabe, judaico, cristão, cigano, leste europeu, Betty Gervitz ressalta a importância dos rituais de comemoração da vida, onde se dança de forma comunitária e solidária. O Mutrib, que em turco significa a energia que emana do encontro de músicos, nasceu da convergência dos interesses musicais multiculturais de alguns dos maiores instrumentistas do cenário musical paulistano aliado a experiência do clarinetista americano Stewart Mennin que pesquisa, há mais de 30 anos, o repertório de músicas do mundo. Junto com ele, Gabriel Levy (acordeom) e Ma3 (saxofone e flauta) iniciaram uma pesquisa profunda no repertório do mediterrâneo oriental e Bálcãs. O grupo ainda conta com a participação dos percussionistas Roberto Angerosa, Valéria Zeidan, Éder “O” Rocha e Douglas Felis, além de de Deivid Peleje, na tuba. Músicos: Stewart Mennin, Gabriel Levy, Ma 3, Roberto Angerosa, Valéria Zeidan, Éder “O” Rocha, Douglas Felis e Deivid Peleje. Betty Gervitz Formada em educação física e fisioterapeuta, Betty Gervitz atua como professora, bailarina e coreógrafa, e como fisioterapeuta, atendendo em consultório particular. Trabalha com dança desde 1978, ao lado de Ivaldo Bertazzo. Em 1982, passou a ser sua assistente permanecendo por 12 anos na escola e em seu grupo. Em 1992, junto com André Trindade, criou o Estúdio A & B, escola que teve como objetivo despertar o aluno para o movimento, pretendendo uma saúde holística. Desde então, ministra aulas de dança étnicas, sendo referência neste gênero de dança no Brasil.

SERVIÇO: Danças populares – Encontro de Dança e Música Dias 9 e 16 de dezembro, às 12h Ingresso: gratuito Duração: 30 min. Centro Cultural São Paulo – Sala: Adoniran Barbosa (631 lugares) Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso Informações ao público: 3397-4002 www.centrocultural.sp.gov.br

Cabaret Cru, Contos de Fadas

Reviravolta no reino dos contos de fadas: Chapeuzinho Vermelho vira uma cantora de cabaré e o Lobo Mau, um Pitbull!

As histórias da carochinha nunca mais serão as mesmas! Dia 04 de dezembro, na boate Pista 3, é a vez da terceira edição do Cabaret Cru, evento que oxigenou a noite carioca em 2008. Pra encerrar o seu bem sucedido primeiro ano de atividades, a festa-banda – como se auto-intitula – continua inovando e detona uma reviravolta no reino das fadas.

No comando, a insaciável personagem Noiva “toca o terror” como a anfitriã-mestre-de-cerimônias, cantando e contando sua trajetória de vida até se transformar em ícone pop dos inferninhos e cabarés ao redor do mundo: “Minha saga existencial é um exemplo de libertação! Sempre sonhei em ser uma cantora de cabaré, fosse na Bessarábia ou no luxo de Paris, nada seria capaz de me impedir!”. Seus devaneios fazem parte do alter ego da cantora e atriz Lu Baratz, também idealizadora do evento.

A banda desfila seu repertório de encorpadas versões de Tom Waits a Dolores Duran. Nessa edição, tem também “Lobo Bobo” de Carlos Lyra, “Over the Rainbow” e um remix de Braguinha com suas “Eu vou, eu vou” e “Pirata da Perna de Pau”. A Noiva canta e vai anunciando as atrações que vão desde contorcionismos extremos e danças exóticas à clássicas, como o número em que o mágico corta alguém ao meio.

O convidado ilustre é Sany Pitbull (Carioca Funk Clube) e sua indefectível MPC. Depois de cumprir com êxito a missão de encerrar o TIM Festival 2008, ele ataca de Lobo Mau no Cabaret Cru Contos de Fadas arrematando a noite.

Ao público cabe aproveitar a atmosfera de encantamento e escape da realidade. Para atiçar ainda mais o deleite geral, serão servidas ao público as maçãs do amor confeitadas por Branca de Neve especialmente para a ocasião. No segundo andar da boate, a cabana de João e Maria com docinhos saídos das histórias da carochinha. A cada nova edição deliciosas horas do mais puro entretenimento. E dessa vez com “as histórias que nossas babás não contavam”. Confira!

Serviço: Quinta-feira,
04 de Dezembro de 2008
Horário: 22 h
Local: Pista 3
R. São João Batista, 14- Botafogo
Ingresso: R$ 15,00 e R$ 12,00 lista amiga: cabaretcru@gmail.com

Site: http://www.cabaretcru.com

Exposição dos Direitos Humanos em SP

Para o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o Fundo Brasil de Direitos Humanos inaugura hoje (01/12) a exposição Direitos Humanos são direitos de todos, no Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073). Com objetivo de discutir o histórico e a situação atual dos direitos humanos no país, a mostra reúne, por meio de fotos e textos, situações de violação e abuso aos direitos humanos sob quatro perspectivas: Mulheres, Terra e Território, Igualdade e Cidadania. 

No mesmo espaço do Conjunto Nacional, a mostra do Fundo Brasil de Direitos Humanos dialoga com a exposição de arte internacional Responsabilidades Humanas: responsabilidades de todos, com obras de artistas gregos, brasileiros e norte americanos, além de desenhos elaborados por crianças da Geórgia e do Brasil, sobre o tema: “Meio ambiente: Bem comum – responsabilidade comum”.

Direitos Humanos são direitos de todos Quando: 1º a 20 de dezembro, das 10h às 22h Onde: Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – São Paulo – SP Entrada Franca

Disney faz Exibição Gratuita de Tarzan para Crianças Carentes

As Instituições de apoio às crianças carentes Casa Hope, Casa do Menor Santo Amaro Grossarl e Projeto Felicidade receberam o convite da Disney para que as crianças assistidas por elas vejam o show inédito no Brasil Tarzan: Em Busca de Aventura, no dia 27/11, quinta-feira. Mais de 150 crianças carentes poderão ver, logo na primeira semana da estréia, o show que está sendo apresentado na Super Casas Bahia, em São Paulo.

Tarzan: Em Busca de Aventura, é um espetáculo incrível que conta a história do personagem, o lendário rei das selvas criado em 1912. A cenografia traz como palco uma passarela de 45m de comprimento, com arquibancadas dos dois lados. De um lado fica a casa da árvore de Tarzan e do outro uma caverna e uma cascata. Além de Tarzan, os personagens Jane, Professor Porter, Clayton, Terk, Kala, Kerchak estão no elenco, e mais 12 bailarinos e 36 artistas circenses.

Serviço

SUPER CASAS BAHIA
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura, nº 1209
Período: a partir de 21 de novembro
Horário: de domingo a quinta-feira, das 10h às 23 h. Sextas-feiras e sábados, das 10h às 24h.
Horários especiais: 24 e 31 de dezembro, das 10h às 18h. 25/12, fechado.
Entrada e estacionamento: gratuitos

SHOW Tarzan: em Busca de Aventura
Período: 26 de novembro a 31 de dezembro.
De terça a domingo, às 14h30, 16h30, 19h e 21h
Horários Especiais: 24 e 31 de dezembro, às 14h30 e 16h30
Este show possui mecânica de troca de ingressos. A cada R$120,00 em compras na Super Casas Bahia em um mesmo cupom fiscal o cliente troca por 1 ingresso. Limitado a 6 ingressos por cupom.

Workshop gratuito do Blast Theory em SP

Atividade integra a programação no MIS do Vivo Arte.Mov – Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis, que trará exposição e mostra de vídeos de diversos países

Líder do grupo britânico Blast Theory, o artista Nick Tandavanitj divide sua experiência com os mais diversos conceitos de realidade mista em workshop gratuito no LABMIS, o Laboratório de Novas Mídias do MIS. A atividade, que acontecerá no dia 27 de novembro (quinta-feira), é um dos destaques da programação do festival Vivo Arte.Mov no Museu, que se completa com a realização da exposição O Lugar da Arte em Deslocamento e a terceira edição da mostra Para Além da Tela Pequena.

O grupo de artistas Blast Theory (Reino Unido) é reconhecido internacionalmente como um dos mais ousados na utilização das mídias interativas, entrelaçando a internet com performances ao vivo e transmissão digital. Liderado por Matt Adams, Ju Row Farr e Nick Tandavanitj, explora a interatividade com aspectos políticos e sociais; além de pesquisar formas de envolver seu público a partir do uso de tecnologias de rede portáteis. Em termos de desenvolvimento tecnológico, tal pesquisa se dá no âmbito das novas interfaces de rede, compreendendo desde pranchetas que conectam palms e GPS com a Internet até laptops modificados para funcionar como pontes para mundos virtuais tridimensionais.

Sobre LABMIS: primeiro laboratório de novas mídias instalado em um museu público no Brasil, o LABMIS foi fundado em 9 de agosto de 2008 com o objetivo de promover pesquisa e produção artísticas, além de cursos, palestras e workshops para os mais diversos públicos. Sua inauguração marca o reposicionamento institucional do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), após conclusão do processo de readequação de seus espaços físico e virtual para atender às demandas artísticas do século 21. Instalado no 2º andar da instituição, seu espaço foi concebido pela diretoria da instituição, com base na consultoria de um corpo de artistas de ponta, críticos e pensadores, e está dividido em: sala de workshop, estúdio de som, oficina de interfaces; sala de pós-produção e edição de áudio e vídeo; lounge (com acesso gratuito à internet sem fio) e um pequeno auditório (para 70 pessoas). Está sob coordenação da artista e pesquisadora Gisela Domschke, que coordenou também o lab mídia da Goldsmiths University de Londres, na Inglaterra.

SERVIÇO
Workshop Nick Tandavanitj – LABMIS
Data e horário: 27 de novembro (quinta-feira), das 14h30 às 17h30
Local: LABMIS (2º Andar)
MIS – Av. Europa, nº 158. Jardim Europa.
Tel.: (11) 2117-4777
Atividade gratuita
Inscrições pelo site: http://mis-sp.org.br/icox.php?mdl=mis&op=formulario_para_oficinas

Seminário A Nova Escrita da Cena no Fórum /UFRJ

O Fórum de Ciência e Cultura  e o curso de Direção Teatral da Escola de Comunicação da UFRJ gostariam de convidá-l@s para o Seminário A Nova Escrita da Cena.  O seminário acontecerá no Salão Dourado do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, de 10 a 13 de setembro, de segunda à quinta-feira, sempre às 19h, e tem entrada gratuita. O programa completo segue abaixo e conta com apoio das revistas Cinética ( http://www.revistacinetica.com.br), Questão de Crítica ( http://www.questaodecritica.com.br) e faz parte da programação da 8ª Mostra de Teatro da UFRJ, que acontece de 14 de novembro a 15 de dezembro, também disponível em nosso site ( http://www.forum.ufrj.br).
            O seminário pretende discutir pretende refletir acerca da diversidade de formas e soluções artísticas trazidas pela produção recente de jovens dramaturgos, roteiristas de cinema e críticos brasileiros. A proposta é revisitar a questão da palavra escrita no contexto pós anos 90, discutindo um possível retorno aos clássicos ou a permanência de uma tradição de vanguarda. Além disso, também pretende-se discutir como essas narrativas dialogam com as novas mídias e tecnologias.
Mais detalhes sobre a programação e localização do Fórum de Ciência e Cultura podem ser encontrados no site do Fórum.
Esperamos contar com sua presença e divulgação para eventuais interessad@s,
Beatriz Resende,
Coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ
Carmem Gadelha,
Coordenadora do Curso de Direção Teatral da Escola de Comunicação da UFRJ
Denilson Lopes,
Superintendente de Difusão Cultural do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ

PROGRAMA
Dia 10, às 19h – Salão Dourado
Abertura com os críticos Lionel Fischer e José Carlos Avellar
Mediadora: Profa. Carmem Gadelha (UFRJ)
Dia 11, às 19h – Mesa-redonda Cinema e Teatro – Salão Dourado
Dramaturga Pedro Brício
Roteirista de cinema Paulo Pons
Crítico de teatro João Cícero
Crítico de cinema Ruy Gardnier
Mediador: Prof. Maurício Lissovsky (UFRJ)
dia 12, às 19h – Mesa-redonda As encenações da palavra – Salão Dourado
Dramaturgo Newton Moreno
Roteirista de cinema Hilton Lacerda
Crítico de teatro Kil Abreu
Crítico de cinema Cléber Eduardo
Mediadora: Profa. Adriana Schneider (UFRJ)
dia 13, às 19h – Mesa-redonda Cinema da retomada e a nova dramaturgia – Salão Dourado
Dramaturgo Daniela Pereira de Carvalho
Roteirista de cinema Philippe Barcinski
Crítica de teatro Daniele Avila
Crítico de cinema André Miranda
Mediador: Profa. Marina Vianna (UFRJ)
José Carlos Avellar é crítico de cinema, tendo trabalhado por mais de 20 anos no Jornal do Brasil, consultor e curador de diversos festivais nacionais e internacionais de cinema, autor de Autor de O chão da palavra: cinema e literatura no Brasil (2007), O Cinema Dilacerado (1986), entre outros. Atualmente é professor da Escola de Cinema Darcy Ribeiro, secretário para a América Latina da Fipresci – Associação Internacional de Críticos de Cinema, da qual também foi Vice-Presdente. Foi diretor da Rio Filmes e da Cinamateca do Museu de Arte Moderna.
Lionel Fischer é ator, autor, diretor, crítico e professor de teatro. Foi jurado do Prêmio Shell entre 1994 e 2003. Atualmente é editor da revista Cadernos de Teatro do Tablado, crítico do jornal A Tribuna da Imprensa e professor de interpretação do Tablado.
Daniela Pereira de Carvalho é graduada em Teoria de Teatro pela Unirio. Foi indicada ao prêmio Shell 2007 de melhor autor pela peça Por uma vida um pouco menos ordinária, em 2006, por Não existem níveis seguros para o consumo dessas substâncias, e em 2005, por Tudo é permitido.
Paulo Pons é diretor, roteirista e um dos sócios da produtora Pax Filmes. Foi indicado ao prêmio de melhor diretor do Festival de Gramado de 2008 por Vingança, selecionado para a Mostra Competitiva da Première Brasil do Festival do Rio de 2008.
João Cícero é teórico e crítico teatral, mestrando no Programa de Pós-Graduação em Teatro da Unirio. Participou como crítico teatral da 8ª edição do Riocenacontemporanea. Contribuiu como colunista convidado para a Revista Ponto TV do Jornal do Brasil, dentre outros trabalhos na área.
Ruy Gardnier é jornalista, graduado pela ECO/UFRJ, editor da revista eletrônica Contracampo, crítico de cinema do jornal O Globo, professor de Linguagem Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, e colaborador da revista Paisà, além de atuar como pesquisador de cinema e curador de mostras de cinema.
Newton Moreno é formado em Artes Cênicas pela Unicamp e doutorando na USP. Em 2005, realizou intercâmbio numa das principais instituições mundiais de fomento à dramaturgia – The Royal Court Theatre (Londres). Recebeu o prêmio Shell de melhor autor em 2007, por As Centenárias e em 2004, por Agreste.
Hilton Lacerda se destaca pelo roteiro de longas-metragens como Baixio das Bestas (2007), Árido Movie (2004), Amarelo Manga (2002) e Baile Perfumado (1997). Mais recentemente, assinou o roteiro de A Festa da Menina Morta (2008), juntamente com Matheus Nachtergaele.
Kil Abreu é jornalista, doutor em Letras e mestre em Artes Cênicas pela USP. Crítico-colaborador da Revista Bravo! desde 2005, foi crítico de teatro do jornal Folha de São Paulo, entre 2000 e 2001, e desde 2002 é um dos jurados do Prêmio Shell de Teatro.
Cléber Eduardo é professor, curador e diretor de cinema. Atuou como jornalista e crítico no jornal Diário Popular e na revista Época. Foi curador da Mostra de Tiradentes entre 2007 e 2008.  Atualmente é crítico da revista eletrônica Cinética.
Pedro Brício é ator, diretor e dramaturgo. Formado em Cinema pela UFF e mestre em Teatro pela Unirio, recebeu o prêmio Shell de melhor autor em 2006 pelo espetáculo A incrível confeitaria do Sr. Pellica.
Philippe Barcinski  é roteirista e cineasta. Dirigiu curtas-metragens como Palíndromo (2002) e A Janela Aberta (2001), que participaram de festivais como Cannes, Berlim, Gramado e Brasília, recebendo mais de 40 prêmios. Seu primeiro longa, Não Por Acaso (2007), recebeu 12 prêmios em festivais como Recife e Chicago.
Daniele Avila é formada em Teoria do Teatro pela Unirio. Teve artigos publicados na revista O Percevejo da PPGT/Unirio e na revista eletrônica Desfolhar. Em 2007, foi curadora-assistente do Palco Petrobrás do Riocenacontemporanea. Atualmente é editora da revista eletrônica Questão de Crítica.
André Miranda é jornalista e crítico de cinema do jornal O Globo.

Ava no Cinematheque

Grupo da cantora Ava Rocha, filha de Glauber, é atração da casa em duas quintas de novembro, com participação de Jards Macalé na estréia, dia 06

O recém formado grupo AVA, que se apresenta em duas quintas de novembro na casa (06 e 20), é formado pela cineasta, cantora e compositora Ava Rocha e os músicos Emiliano 7 (violão, guitarra e baixo), Daniel Castanheira (percussão, guitarra, baixo e eletrônicos) e Nana Love (violoncello, teclado e voz). Jards Macalé é o convidado especial da PRIMEIRA noite

Lançado recentemente em show no Cine Odeon, o trabalho reúne a novidade do canto de contralto raro de Ava Rocha, filha de Glauber, com uma pesquisa sonora que cruza percussões, timbres do violão acústico e do violoncelo e loops e samples criados a partir do computador.  Imagens editadas ao vivo pela VJ Moana Mayall ilustram o som a partir de fragmentos dos filmes de Ava Rocha e de outros diretores que tiveram canções do grupo em suas trilhas sonoras, como Laminadas Almas, de Tunga e Eryk Rocha e Miragem em Abismo, de Geraldo Carneiro e Eryk Rocha.

O híbrido de música e imagem, em que um dá significado ao outro, tem razão de ser. Os artistas envolvidos no trabalho transitam livremente pelo território das artes. Emiliano 7 é roteirista, compõe trilha de filmes e integra as bandas Solana Star e Urubu Sertão; Nana Love é performer, atriz e professora de música; Daniel Castanheira é percussionista, compositor, violonista e integrante do coletivo de arte sonora Hapa. Ava Rocha dirigiu diversos curtas, prepara seu primeiro longa, Vento Sul e atuou junto ao Teatro Oficina, cantando em Os Sertões, dirigido por José Celso Martinez.

No repertório do show, composições próprias como Acorda Amor, Crianças da China e Infinito Azul são alinhavadas a releituras de Movimento dos Barcos, de Jards Macalé e Pra Dizer Adeus, de Torquato Neto e Edu Lobo

Serviço:
Show: AVA – Participação especial de Jards Macalé
Data: Quintas de novembro (06 e 20)
Abertura da casa: 19h                                   
Horário do show: 22h
Couvert Artístico: R$20,00

Cinematheque Música Contemporânea
End: Rua Voluntários da Pátria, 53 – Botafogo
Abertura da casa: 19h                 
Reservas e informações: (21) 2286-5731
Capacidade: 240 pessoas
Censura: 18 anos

Colóquio Internacional "História e(m) Movimento: MAM 60 anos"

O MAM-SP complementa a celebração de seus 60 anos discutindo as fronteiras entre as artes Moderna e Contemporânea em um colóquio internacional no começo de novembro, “História e(m) Movimento: MAM 60 anos”. O evento dialoga com uma das quatro mostras do museu, MAM 60, em cartaz na Oca até 14 de dezembro. Confira detalhes no release abaixo:

att22

Rock Feminino abre inscrições

Inscrições para o Festival de Rock Feminino 2009 iniciam esta semana e terminam no dia 8 de dezembro.

A organização do Festival de Rock Feminino já começou a se preparar para a sétima edição do evento, que acontece em março de 2009. Com algumas alterações na programação e no formato de seleção, as inscrições encontram-se abertas no site: http://www.rockfeminino.org.

De acordo com a organizadora Vivian Guilherme, foi necessário uma alteração profunda nos quesitos de seleção das bandas, “na edição anterior tentamos fazer algo interativo com o público, mas os resultados não foram os desejados. Tivemos muitos problemas com a votação online, o que desagradou muitas bandas”, declara.

Para edição 2009, o espaço para bandas de Rio Claro será muito maior, três bandas de Rio Claro ocupam o “cast” do evento, fora o espaço para as bandas de abertura. “Em sete anos de festival percebemos que o FRF tem impulsionado muito o surgimento de bandas femininas na cidade e na região, nada mais justo do que possibilitar esta abertura”. As bandas convidadas serão três, que devem ser definidas pela organização de acordo com importância e visibilidade na cena rock nacional/internacional. Para a seleção ficam reservadas quatro vagas, destinadas às bandas inscritas dentro do prazo e que sigam as exigências do edital.

“No ano anterior tivemos 250 bandas, o que atrapalhou bastante o trabalho dos jurados, desta vez iremos pre-selecionar vinte bandas, e dessas vinte passar para um júri de cinco pessoas, que selecionarão as quatro finalistas”. Quanto aos nomes dos jurados, Vivian ainda não se pronuncia, mas destaca que são “as pessoas mais capacitadas do meio musical”.

O diferencial para o evento do próximo ano, fica por conta das noites de abertura, que devem ocupar todos os bares da cidade de Rio Claro, se estendendo para a região em Limeira, Araras, Piracicaba e Santa Gertrudes. Aumentando a possibilidade para bandas inscritas no site. “As bandas que se inscreverem no site além de terem a possibilidade de tocar no evento, podem tocar nas noites de abertura, ter seu cadastro disponibilizado para casas de shows e em nosso site”.

As inscrições encontram-se abertas até o dia 8 de dezembro no site do RockFeminino. Mais informações através do email: rockfeminino@yahoo.com.br

SERVIÇO
O quê: Inscrições abertas para o FRF 2009
Quando: 27 de Outubro a 08 de dezembro de 2008
Onde: www.rockfeminino.org/bandas.php
Mais informações: rockfeminino@yahoo.com.br