Archive for the ‘festival’ Tag

Helmet no SP Noise Fest

A banda americana Helmet cancela apresentação em Brasília e toca no segundo dia (22/11) do SP Noise Festival, que acontece nos dias 21 e 22 de novembro no Eazy, Barra Funda. Ícone do rock dos anos 90, o Helmet foi formado em Nova York e é considerado uma das primeiras bandas de post hardcore, apresentando um eletrizante novo tipo de metal e cruzando todas as barreiras da música tradicional.

Responsável pela ligação entre o indie-rock e o metal, o grupo mostra agressão e força com os riffs de Page Hamilton, que chegou a influenciar grupos como Nine Inch Nails, Korn e Limp Bizkit, entre outros. Recentemente a banda lançou o álbum Monochrome e sua formação atual conta com Page Hamilton (vocais e guitarra), Dan Beeman (guitarra), Kyle Stevenson (bateria) e Jon Fuller (baixo).

PROGRAMAÇÃO

SEXTA 21/11
Black Mountain (Canadá)(Palco 1)
Flaming Sideburns (Finlândia)(Palco 2)
Motek (Belgica)(Palco 1)
Os Ambervisions (SC)(Palco 2)
The Tormentos (Argentina)(Palco 1)
Black Drawing Chalks (GO)(Palco 2)

SÁBADO 22/11
Vaselines (Escócia)(Palco 1)
Helmet (EUA) (Palco 1)
Black Lips (USA)(Palco 2)
The Ganjas (Chile)(Palco 1)
Do Amor (RJ)(Palco 2)
Calumet-Hecla (USA)(Palco 1)
Homiepie (SP)(Palco 2)

SERVIÇO:
SP Noise Festival
21 e 22 de novembro
Eazy – Av. Marquês de São Vicente, 1767, Barra Funda – São Paulo – SP.
Tel: (11) 3611-3121.
Ingressos:
21/11 (sexta-feira): R$55,00 (antecipado) e R$65,00 (no dia)
22/11 (sábado): R$65,00 (antecipado) e R$80,00 (no dia)
*/On-Line/* Dissenso http://www.dissenso.com.br/loja/

*/Postos de Venda/*

*Sensorial Discos* – Rua 24 de Maio 116 (Rua Alta) – Centro
(Visa/Mastercard/Dinheiro)

*Dissenso *- Rua dos Pinheiros, 747 – Pinheiros (Visa/Mastercard/Dinheiro)
Tel: (11) 3061-9842

*Eazy* – Av. Marquês de São Vicente, 1767 – Barra Funda
(Visa/Mastercard/Dinheiro)

*Banca de Camisetas* – Shopping Pátio Higienópolis – Piso Buenos Aires
(Dinheiro)
Tel: (11) 3823-2990

*Banca de Camisetas *- Shopping Villa Lobos – Espaço Básico (Dinheiro)
Tel: (11) 3024-4210

*Banca de Camisetas* – Rua Harmonia, 322 – Vila Madalena (Dinheiro)
Tel: (11) 3817-5281

*Banca de Camisetas* – Alameda Franca, 1104 – Jardins (Dinheiro)
Tel: (11) 3081-5210

*Banca de Camisetas *- Morumbi Shopping – Piso Térreo (Dinheiro)
Tel: (11) 5189-4530

Censura: 16 anos
Abertura da casa às 18:00 na sexta e às 17:00 no sábado
http://www.goianianoisefestival.com.br/

Anúncios

Grito Rock 2008 ganha edições internacionais

Primeira edição em São Paulo marca também a internacionalização do festival; com mais de 300 bandas, shows acontecem em 45 cidades por todo o país

46 cidades, 20 estados, quatro países. Mais de 300 bandas envolvidas em 37 dias de música independente. Entre 19 de janeiro e 24 de fevereiro, o país do carnaval vai ser também o país do rock’n’roll: é o Grito Rock 2008, festival de música independente organizado por uma rede de produtores associadas ao Circuito Fora do Eixo, nascido em Cuiabá e outras cidades onde a cultura alternativa ferve.

Em São Paulo, estreante no circuito do Grito Rock, a organização fica por conta do coletivo Escárnio e Osso!, agregado de bandas, jornalistas e produtores culturais que já co-assinou o Festival Fora do Eixo, em março do ano passado, entre outras ações culturais.

A edição paulistana do Grito Rock 2008 reúne 12 bandas em três noites: 7 e 8 de fevereiro (no Clube Outs) e 9 de fevereiro (no Inferno Club). Entre os escalados, nomes conhecidos na cena local – como Seychelles e Ecos Falsos – misturam-se a bandas de outros estados, como Los Porongas (Rio Branco/AC) e O Quarto das Cinzas (Fortaleza/CE).

O Grito Rock surgiu em 2002, em Cuiabá, como uma opção para quem queria escapar da hegemonia sambista que assola o país na época do Carnaval. Não demorou para que virasse um festival organizado em rede. Em 2007, já era realizado em 20 cidades. Este ano, um novo marco: com a entrada de Buenos Aires, Montevidéu e Santa Cruz de la Sierra no circuito, o Grito se internacionaliza e consagra seu modelo de organização, baseado no fundamento do software livre.

Grito Rock São Paulo 2008 – Escalação Oficial
Noite 01
7 de fevereiro, quinta-feira, 23h
OUTS (Rua Augusta, 486)
Entrada: R$ 10 (Mulher free)
ULTRAFÔNICA – São Paulo/SP – O quarteto, que integra o coletivo Escárnio e Osso!, faz as honras da abertura do festival, com um rock’n’roll calcado no blues e no hard rock dos anos 60 e 70. http://www.myspace.com/ultrafonica
LAB – São Paulo/SP – Idealizada em meados de 2006, a banda faz uma ponte entre as atuais São Paulo e Nova York, nas influências e sonoridades. Referenciada na revista americana YRB numa lista de 20 melhores. http://www.labmusica.com
CARBURADOS – Piracicaba/SP – O trio piracicabano (interior de SP) compõe canções que falam sobre bebida, mulheres e decepções, ligando blues, country e rock, com influências de Who, White Stripes e Matanza. http://www.myspace.com/xcarburados
VINCEBUZ – São Paulo/SP – O power-trio de fuzz rock da Zona Norte encerra a primeira noite do festival, divulgando o 2º CD “Do Dezembesto à Derrocada”, pelo selo/coletivo Sinfonia de Cães, após uma tour na Argentina. http://www.myspace.com/vincebuzfuzzrock

Noite 02
8 de fevereiro, sexta-feira, 23h
OUTS (Rua Augusta, 486)
Entrada: R$ 10 (Mulher free)
STUART – Blumenau/SC – Derivado de um projeto solo, o grupo catarinense faz um rock brega-punk, com passagens por prêmios e festivais. Foram banda de apoio de Wander Wildner em 2005 e desde 2007 residem em SP. http://www.myspace.com/stuart
WATSON – Brasília/DF – Surgida em 2002, a banda destila influências de Pavement e Stone Roses, fazendo um alt-rock com tempero brasileiro. Passaram por festivais como Bananada (GO) e Senhor Festival (DF). http://www.tramavirtual.com.br/watson
LOS PORONGAS – Rio Branco/AC – o quarteto acreano é um marco da nova geração fora do eixo. Com passagem por mais de dez festivais e uma postura ativista que ajudou a botar o Acre no mapa da cultura, fizeram shows com Dado Villa-Lobos e lançaram um CD no ano passado pelo selo Senhor F, de canções à Legião/Beatles, com temperos nacionais, elogiadas por crítica e público. http://www.losporongas.com.br
SEYCHELLES – São Paulo/SP – Através de um prisma contemporâneo, a banda louva o cosmopolitismo paulistano através da mescla de influências gringas e nacionais dos anos 70 a 90, num caldeirão de gênero próprio. Aplaudida por Luiz Thunderbird, Edgard Scandurra e outros, a banda vem trabalhando na divulgação do CD Ninfa do Asfalto, lançado pelo selo Reco-Head. http://www.sey.art.br

Noite 03
9 de fevereiro, sábado, 23h
INFERNO CLUB (Rua Augusta, 501)
Entrada: R$ 10 (preço único)
THE MELT – Cuiabá/MT – O power-trio cuiabano preza pelo bom e velho garage rock, remetendo à primeira fase do grunge e alternando entre o inglês e o português. Participam da Volume – Voluntários da Música. http://www.tramavirtual.com.br/the_melt
BICHO DU LODO – Porto Velho/RO – A rondoniense Bicho Du Lodo manda um som suingado e pesado, com letras politizadas e bem-humoradas, numa mistura de estilos (reggae, rap, rock) com tempero amazônico. http://www.tramavirtual.com.br/bicho_du_lodo_
ECOS FALSOS – São Paulo/SP – Os músicos da Ecos Falsos são famigerados por suas malucas estratégias de marketing, como podcasts engraçados, promoções na internet, santinhos e caixinhas de fósforos com o nome da banda (entre outras). Não menos divertido é o som da banda, liderada por Gustavo Martins, que no disco “Descartável Longa Vida” colheu participações de Fernanda Takai e Tom Zé. http://www.ecosfalsos.com.br
O QUARTO DAS CINZAS – Fortaleza/CE – com a presença teatral e marcante da bela Laya Lopes nos vocais, os cearenses d’O Quarto das Cinzas surpreendem com uma mistura de sons casando instrumentos elétricos e bases eletrônicas, que vai da tropicália ao trip hop de Massive Attack e Portishead. Abriram para os Mutantes no festival Mada e fizeram uma extensa agenda de shows em São Paulo desde que se mudaram para a cidade. Recentemente se apresentaram com a música “Circulares” no Programa do Jô. http://www.myspace.com/oquartodascinzas

Lista de cidades participantes do Grito Rock 2008
Araraquara (SP)
Balneário Camboriú (SC)
Bauru (SP)
Belém (PA)
Belo Horizonte (MG)
Boa Vista (RR)
Bragança Paulista (SP)
Brasília (DF)
Buenos Aires (Argentina)
Campo Grande (MG)
Cuiabá (MT)
Curitiba (PR)
Florianópolis (SC)
Fortaleza (CE)
Goiânia (GO)
Inhumas (GO)
Jaú (SP)
Ji-Paraná (RO)
João Pessoa (PB)
Londrina (PR)
Macapá (AP)
Manaus (AM)
Maringá (PR)
Montes Claros (MG)
Montevidéu (Uruguai)
Natal (RN)
Palmas (TO)
Porto Alegre (RS)
Porto Velho (RO)
Ribeirão Preto (SP)
Rio Branco (AC)
Rio Claro (SP)
Rio de Janeiro (RJ)
Sabará (MG)
Salvador (BA)
Santa Cruz (Bolívia)
São Caetano do Sul (SP)
São Carlos (SP)
São João Del Rey (MG)
São Paulo (SP)
Serrana (SP)
Sinop (MT)
Sorocaba (SP)
Uberlândia (MG)
Várzea Grande (MT)
Vilhena (RO)

Para mais informações acesse: www.escarnio.com.br, www.gritorock.com.br

Rec-Beat 2008 divulga as primeiras atrações

Responsável por trazer em pleno foco da folia os melhores grupos independentes locais, nacionais e internacionais, tornando o carnaval do Recife ainda mais multicultural, o festival Rec-Beat ao completar 13 anos em 2008, atrai multidões ao palco instalado no Cais da Alfândega para conferir atrações cuidadosamente garimpadas com estilos que vão do hip-hop a música eletrônica, passeando também pelo rock e pelos ritmos tradicionais pernambucanos.

Neste ano, o Rec-Beat, sempre antenado com as novas tendências da música mundial, confirma a presença do grupo chileno Panico. A edição 2008 confirma ainda os mineiros do Pato Fu, Móveis Coloniais de Acaju, Lucy and the Popsonics, Fino Coletivo e Júlia Says.

Já passaram pelo festival em edições anteriores importantes nomes da música nacional como Seu Jorge, Replicantes, Isca de Polícia, La Pupuña, Trio Mocotó, Fellini e ainda shows especiais como o Instituto com tributo ao Tim Maia Racional, que aconteceu em 2007, trazendo como convidados Thalma de Freitas, B Negão e Carlos Dafé. É essa diversidade de sons e ritmos que norteia o Rec-Beat como uma referência consolidada entre os mais importantes festivais independentes do país.

Além dos shows noturnos, o Festival Rec-Beat contempla ainda o público infantil e traz uma edição vespertina na segunda de carnaval: o RecBitinho com blocos e atrações lúdicas para toda a família. O festival, que é gratuito, conta com o patrocínio da Prefeitura do Recife, acontece de 02 a 05 de fevereiro, entre o sábado de Zé Pereira e a Terça-feira Gorda, no Recife Antigo, no Cais da Alfândega, local com capacidade de abrigar até 20 mil pessoas por noite.

FESTIVAL REC-BEAT 2008
Datas: De 02 a 05 de fevereiro (Sábado a Terça de Carnaval)
Local: Cais da Alfândega (às margens do Rio Capibaribe) – Recife Antigo – Recife / PE
Capacidade do local: 30 mil pessoas
ENTRADA FRANCA
Mais informações: www.recbeat.com

Resfest 11: Inscrições abertas

Todos os anos o Resfest procura mostrar o que há de mais inovador e criativo em um mundo em que as inovações tecnológicas proporcionam, cada vez mais, uma infinidade de novas possibilidades dentro da cultura pop, em todas as suas manifestações: Música, Cinema, Design gráfico, Moda e Arte.

Podem ser inscritos no festival curtas e longas-metragens, filmes de animação, videoclipes e de design gráfico. Não é necessário ser profissional para enviar o seu filme. Para fazer a inscrição basta entrar no site www.resfest.com.br, preencher a inscrição e enviar uma cópia do filme para seleção. As inscrições vão até o dia 14 de janeiro.