Archive for the ‘oficina’ Tag

Histórias contadas com origamis

A arte milenar japonesa – origami – é de encantamento para a maioria das pessoas em todo o mundo, desenvolve habilidades como a concentração, a memória, a criatividade, melhora a motricidade e a circulação sanguínea, pode ser trabalhado coletivamente ou individualmente.

Pensando nisso, a proposta da oficina é mostrar que o origami pode ser um recurso para encantar o espectador no momento da narração de histórias, além de alegrar e educar as crianças, jovens e adultos. O trabalho é realizado com papéis de fácil acesso, uma vez que o material utilizado não precisa ser especial.

Temas: – Trabalhar com os valores nas narrativas • Histórias com origamis • Leitura de diagramas • Personagens de origamis para contar histórias • 3R´s (Reduza, Reutilize e Recicle) utilizando o origami • Dinâmicas e dicas.

O kit de origami será fornecido pela professora e seu custo de R$ 5,00 já está incluso na taxa de inscrição.

Taxa: R$ 45,00 cada oficina.

Irene Tanabe, contadora de histórias da Associação Viva e Deixe Viver, com formação em Comunicação Social e em Arte e Educação. Participante em exposições coletivas de origamis, como a 1a Exposição Internacional de Origamis/ São Paulo e o Origami Peace Tree International/ Rio de Janeiro. Márcia Bandeira, artesã e contadora de histórias da Associação Viva e Deixe Viver e ministra oficinas pelo Centro de ContAção de Histórias. É formada em Administração de Empresas, pós-graduação em Gestão em Terceiro Setor.

Serviço
Palas Athena
Rua Leôncio de Carvalho, 99 – Paraíso – Tel (11) 3266 6188 – SP
Inscrições pelo site www.palasathena.org.br ou na sede da Palas Athena

Anúncios

Recriando o Vidro no MAM

Programação complementar a exposição Panorama da Arte Brasileira Uma grande Aranha, criada pela artista-plástica Debora Muszkat a partir de embalagens comerciais de vidro, recepciona e inspira o publico. Oficinas gratuitas de criação artística a partir de lixo reciclável, um projeto promovido pelo Setor Educativo do MAM, propicia uma reflexão mais profunda sobre a responsabilidade socio-ambiental do homem contemporâneo.

O projeto Recriando o Vidro no MAM surgiu da busca de uma solução para o problema do lixo ambiental gerado pela industrias que utilizam a embalagem de vidro para os seus produtos. Além das oficinas, a iniciativa contará com:
Palestra da curadora Kátia Canton sobre ‘As Potências da Arte Contemporânea’;
Tenda de Atividades com projeção de vídeo sugerindo referências criativas e conceituais;
Espaço de Materiais com pilhas de ‘lixos recicláveis’ à disposição do público participante;
Coleta de materiais orgânicos pelo parque;
Apreciação dos Resultados, onde os trabalhos individuais serão expostos e poderão ser levados por cada um após o término do evento.

Para inspirar os participantes e despertar os empresários para o poder transformador que está em suas mãos quando trocam o simples descarte de material pelo seu reaproveitamento em ações que fazem a diferença não só para o meio-ambiente, mas para as áreas social e cultural, a artista-plástica Débora Muszkat criou uma aranha a partir de frascos de perfumes descartados. Com 4m de largura e 1,5m de altura ela será colocada em frente à área das oficinas, para criar um contraponto também com a obra do acervo do museu, a aranha de Louise de Bourgeouis.

Outra produção que promete chamar a atenção é a arara de vidros de perfume contendo diferentes quantidades de água e que será utilizada na oficina de produção de instrumentos musicais, coordenada pelo músico Luiz Gayotto, com assessoria de Luthier Rômulo de Albuquerque. A proposta desta oficina é a experimentação da sonoridade do vidro com outros materiais.

Já na oficina de plástica livre, com a supervisão de Débora e da equipe do Setor educativo do Museu, o público poderá produzir quadros de vidro com mosaicos coloridos, bandejas, vasos, porta-retratos, cinzeiros, além de realizar experimentações bidimensionais e tridimensionais, na forma de objetos não-utilitários (ausentes de funcionalidade). O objetivo das oficinas é estimular o processo criativo de cada participante, propondo experimentações de diversas origens com materiais que não se relacionam entre si, a priori.

Após a construção dos materiais, será realizado o momento de integração entre os participantes das duas oficinas. Integração que faz a diferença num mundo cada vez mais segmentado.

Cronograma
Agenda de atividades e a quantidade de vagas por oficina:
06 de dezembro (quinta-feira)*
Oficina de plástica livre: 14h às 17h (15 vagas) – Produção do banco coletivo
Oficina de produção de instrumentos musicais: 14h às 17h (15 vagas)
* Nas oficinas de 5ª feira haverá a participação dos participantes do Programa ‘Igual Diferente’ do MAM, que visa orientar e estimular a produção e a apreciação artística, para um público com necessidades especiais.

07 de dezembro (sexta-feira)
Oficina de plástica livre: dois períodos – 10h às 13h e 14h às 17h (30 vagas por oficina)
Oficina de produção de instrumentos musicais: dois períodos – 10h às 13h e 14h às 17h (30 vagas por oficina)

08 de dezembro (sábado)*
Oficina de plástica livre: dois períodos – 10h às 13h e 13h30 às 15h30 (30 vagas por oficina)
Palestra com Kátia Canton: 16h às 17h30 (200 vagas)
*Não haverá oficina de produção de instrumentos musicais

09 de dezembro (domingo)
Oficina de plástica livre: dois períodos – 10h às 13h e 14h às 17h (30 vagas por oficina)
Oficina de produção de instrumentos musicais: dois períodos – 10h às 13h e 14h às 17h (30 vagas por oficina)
Os interessados em participar, com idade mínima de doze anos, podem retirar senha gratuitamente com uma hora de antecedência no MAM. Inscrições com antecedência podem ser feitas pelo email educativo@mam.org.br ou pelo tel. 5085-1313.

Serviço:
Recriando o Vidro no MAM – Oficinas Educativo MAM
Data: 06 a 09 de dezembro (quinta a domingo), horários alternados (vide cronograma)
Vagas: grupos de 30 e 60 pessoas por oficina
Onde: Marquise do MAM-SP (Parque do Ibirapuera – av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – portão 3)
Tel: (11) 5085-1300
Entrada franca (retirar senha 1 hora antes; inscrições pelo educativo@mam.org.br ou 5085-1313)
Estacionamento (Zona Azul: R$ 1,80 por 2 horas)
Site: www.mam.org.br

Paulo Betancur dá oficina de litertura em Porto Alegre

“Como a leitura sistemática nos torna melhores escritores, melhores leitores (claro), melhores profissionais, ou, sobretudo, melhores seres humanos”. Afinal, segundo Jorge Luis Borges, “ler é o mais civilizado dos atos”. Ele escreveu isso como se, ironicamente, estivesse se referindo ao ato de escrever como uma ação da barbárie. Claro que não é, sabemos perfeitamente disso. Mas a leitura é a imersão lenta, gradual, profunda num universo onde a palavra (esse perfeito combustível para o espírito) não descansa enquanto não nos encontra. E, nos encontrando, é decisivo que a encontremos também. Ler em silêncio é um ato quase místico, no mínimo de extrema intimidade, daí seu poder revelador; ler em voz alta, um ato de teatro, de certa forma, total. Ambas as práticas devem ser desenvolvidas. E a oficina LER É VER propõe a instauração desse processo de ambas as formas de leitura e dos diversos estágios da aventura do ler.

Cronograma:
TURMA 1: Às terças-feiras, das 16 às 18h – dias, 20/11, 27/11, 05/12 e 11/12 de 2007; 08/01, 15/01, 22/01 e 29/01 de 2008.
TURMA 2: Às terças-feiras, das 19 às 21h – dias, 20/11, 27/11, 05/12 e 11/12 de 2007; 08/01, 15/01, 22/01 e 29/01 de 2008.
TURMA 3: Às quintas-feiras, das 16 às 18h – dias, 22/11, 29/11, 06/12, 13/12 de 2007, 10/01, 17/01, 24/01 e 31/01 de 2008.

Valor:
R$ 400,00 (à vista ou em dois pagamentos)

OFICINA 02: MISTÉRIOS DA CRIAÇÃO LITERÁRIA
Escrever é uma ação que exige uma série de etapas que vão desde a eleição do tema e a forma que o expressará até o resultado final, com qualidade suficiente para que esse resultado possa ser coinsiderado publicável.

Cronograma:
TURMA 1: Às quartas-feiras, das 16 às 18h – dias 21/11, 28/11, 05/12 e 12/12 de 2007; 09/01, 16/01, 23/01 e 30/01 de 2008.
TURMA 2: Às sextas-feiras, das 18h30 às 20h45 – dias 23/11, 30/11, 07/12 e 14/12 de 2007; 11/01, 18/01 e 25/01 de 2008.

VALOR:
R$ 400,00 (à vista ou em dois pagamentos)

O oficineiro
Paulo Bentancur é escritor de ficção, poeta, crítico literário, editor, autor de cerca de 20 obras de diversos gêneros, tanto para o público adulto quanto juvenil e infantil. Ganhador de diversos prêmios literários importantes. Traduzido para o espanhol e o italiano. Incluído em diversas antologias representativas da ficção contemporânea brasileira nos últimos 30 anos.

Palavraria – Livraria-Café
Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim
90420-111 – Porto Alegre
Telefone 051 32684260
palavraria@palavraria.com.br