Archive for the ‘Teatro’ Tag

Pornografia barata fica mais tempo em SP

PORNOGRAFIA BARATA é um espetáculo composto por cenas curtas e seriadas e percorre a intimidade de encontros entre clientes e prostitutas e invade a privacidade de casais pouco ortodoxos. Não se trata, porém, de exibição pura e simples de sexo explícito como o título parece evocar. O texto encara com profundidade e coragem o sexo mercenário ou livre, privado ou público. É um espetáculo caracterizado por um vivo contraste entre a ferocidade licenciosa e libertina do início e a suavidade de sua conclusão.

Direção: Mauricio Paroni de Castro
Dramaturgia: Mauricio Paroni de Castro e Atelier de Manufactura Suspeita, a partir de Nietszche, Andrés Lima e textos de anônimos da web.

Elenco:
Bruno Kott
Cristine Perón
Diego Ruiz
Fernanda Moura
Mauricio Paroni de Castro

Participações especiais:
Simona Queiroz
Otávio Azevedo

Temporada: até 20 de Dezembro
Sextas-feiras e Sábados às 23:59
Duração: 80 minutos
Censura: 18 anos
Fotos de Cena: André Stefano / Fotos de Estúdio: Hilton Ribeiro

Espaço dos Satyros I
Praça Roosevelt, 214, Telefone: 3258 6345
Ingressos: R$20 e R$10
São Paulo – SP

Anúncios

Bicho de 7 Cabeças em livro teatral

Lançamento dos livros Canto dos malditos e O sapatão e a travesti, textos de teatro de Austregésilo Carrano Bueno, autor do livro Canto dos malditos que originou o filme Bicho de sete cabeças

Austregésilo Carrano Bueno ficou conhecido como escritor pelo seu livro autobiográfico Canto dos malditos, que originou o filme mais premiado da cinematográfica brasileira: Bicho de sete cabeças, dirigido por Laís Bodansky. Agora como dramaturgo, Carrano lança em livros dois textos de teatro: Canto dos malditos (uma outra leitura sobre os manicômios) e O sapatão e a travesti. Na época em que viveu a situação representada no filme por Rodrigo Santoro, Carrano fazia curso de ator no Teatro Guaíra e preparava-se para o vestibular de comunicação, teve sua vida e seus objetivos interrompidos. Sobrevivente de um sistema manicomial arcaico e cruel, que lhe deixou seqüelas, Carrano procurou retomar seus caminhos, primeiro denunciando o que se passa dentro dos chiqueiros psiquiátricos no Brasil, através da publicação do livro relatando o que viveu e tornou filme, que junto provocaram uma grande mudança neste cenário, com a promulgação da lei de Reforma Psiquiátrica no Brasil em 2001. Carrano é fundador e militante do Movimento da Luta Antimanicomial e membro representante dos usuários na Comissão de Reforma Psiquiátrica do Ministério da Saúde.

Retomando seu caminho no teatro, agora como dramaturgo, Carrano apresenta dois textos de uma série de seis escritos nos últimos anos. No primeiro Canto dos malditos ele propõem uma outra leitura sobre a questão manicomial, fazendo com que Freud e Charcot reencarnem no Brasil como assistentes de psiquiatria e o segundo mostra uma relação cojungal de uma casal formado por um sapatão e a travesti.

SERVIÇO
Lançamento dos livros Canto dos malditos e O sapatão e a travesti – Textos de Teatro
Dia 07 de dezembro, Sexta-Feira, 19h.
Teatro Satyros 1 – Praça Roosevelt, 214 – 3258 6345.
Realização: Edições Canto dos Malditos, teatro Satyros, Sebo do Bac e O Autor na Praça.
Informações: Sebo do Bac – 9794 7943 – vendas@sebodobac.com.br / www.sebodobac.com.br